sábado, 30 de janeiro de 2010

13 (ou ... a "longa" beleza de Sintra)

eram 6h45m da manhã quando estacionei no ramallhão - s. pedro de sintra.

ramalhão: http://3.bp.blogspot.com/_umDJETccd2o/SkZKOZmVMGI/AAAAAAAAAvI/k-qScg0qqDg/s400/IMG_8601.JPG

mudei de roupa, para uma licra, calções, 1 pro interior, 1 t-shirt e a sweat do gp do fim da europa. o equipamento daria para os 9 graus daquela hora, e para o vento e frio que se fariam sentir na serra. o mestre nk também me aguardava a 20 metros, sem o saber :) estacionados os carros em frente ao estádio 1º de dezembro, do sintrense, iniciámos o treino de mais de 2 horas.

noite cerrada ainda, descemos até a viragem para a penha longa, cerca de 2 km e meio. seguimos rumo às subidas e descidas, passámos a lagoa azul e o paredão inclinado que um dia subiremos sempre a correr. começava a clarear e abria-se-nos uma manhã limpa, com lampejos de sol e com o ar mais fresco que respirei nos últimos tempos (há 1 semana na mesma zona era já um pouco mais tarde). mais à frente o mestre direccionou o treino pelos caminhos que conhece e explora nos seus passeios trailísticos.

a terra estava amolecida pelas chuvas recentes e abundantes. um regalo. a paisagem foi, mais uma vez, de sonho. vegetação selvagem, o verde abundante da terra sem sede, lavada e hidratada pelas águas da chuva e da serra, que desciam pelos regatos ao nosso lado, acompanhando-nos em todo o percurso, com esse som inigualável da água que corre nos cenários de sonho.

a barragem do rio da mula estava inundada e as placas de perigo submersas, tal a quantidade de água. contornámo-la e seguiram-se 2 senhoras subidas, mesmo a jeito para um treino intenso e com respiração ofegante. a imaginação levava-me para cenários de ultra-maratonas e aventura. por entre aquela vegetação, com a serra a ladear-nos por todos os lados, o cume verde e agreste, e belo, por cima dos nosso olhos, o ar tão puro que queima os pulmões de felicidade, sabemos que a perfeição existe, por momentos, em certos momentos da vida.

no final das subidas, chegámos a um dos cruzamentos do gp do fim da europa e rumámos à zona do convento dos capunhos. sempre trocando histórias e conversas mais recentes, passámos no local onde o nk já foi actor :) na sua passagem pelo secundário (desculpa a inconfidência mestre :))).


convento dos capuchos: http://www.cm-sintra.pt/images/Bank/296_632924574242031250_agenda%2048.jpg


virámos à esquerda para um trilho, uma monumental descida a fazer lembrar os 4 km sempre a descer da corrida do monge. à descoberta desta feita, seguimos por um percurso nunca feito. fomos dar à estrada de monserrate para sintra.

caso existam momentos e locais onde o tempo é intemporal, este é um deles.
os muros são cobertos de verde desde que mundo é mundo. o silêncio reina. a água corre ao nosso lado, pelos regatos, nas fontes, nas pequenas bacias e lagos que bebem o legado das encostas. poderíamos ser personagens de um qualquer livro, numa qualquer época, que as palavras fluiriam naquele mesmo leito natural, de uma pureza transparente e imortal.


sintra: http://2.bp.blogspot.com/_7WqrSm_whdk/StuQzpim0CI/AAAAAAAAAxc/_e5GWl97DoI/s400/Sintra2.jpg

mais umas quantas subidas e descidas (as subidas aqui já custavam mais, com cerca de 1h30m de sobe e desce) e de repente somos surpreendidos por 3 cães, ladrando a bom ladrar, ameaçadores, ligeiramente acima de nós, numa das encostas. só não me agarrei ao mestre nk por vergonha, mas lá fui gemendo amedrontado. por sorte não desceram à estrada, ciosos do seu território (e felizmente do nosso ...), mas o meu cardio disparou como se tivesse subido à lua.

depois do marco de 1 km até sintra, a passagem pelo hotel tivoli palácio de seteais,



e pelos seus bonitos jardins, 2 courts de ténis de terra batida muito bem cuidados, a lição que o nk me deu sobre a quinta da regaleira que ainda não visitei coma família (uma falha no meu curriculum que rapidamente terei que corrigir), a passagem pela casa onde viveu hans christian andersen, e finalmente, a descida para o local onde os carros estavam estacionados.


quinta da regaleira: http://escapadelas.com/files/images/Quinta-Regaleira-20030511%20005_0.preview.jpg


mestre nuno:
- obrigado por não ter importares de correr pelas 7 da manhã comigo
- obrigado pelas maravilhas que me mostras na serra de sintra, cenários que, para além do que proporcionamnomomento, ficam registados para mais tarde visitar e desfrutar com a família, a pé ou em btt
- obrigado pela riqueza que são estes treinos longos, pela variedade de temas, pelo que vou aprendendo contigo


forte abraço!

ah! e o treino durou a módica quantia de 2h06m, mas com tanto sobre e desce, equivaleu a mais 15m :)

amanhã deve ser o 3º treino da semana, mais calmo e plano, mas com 1h20 ou 1h30m


abraço
até breve
ab

7 comentários:

Vitor Veloso disse...

Oi,
Muito bom o relato de um treino na bonita serra de Sintra, e também pela boa companhia que teve.
Continuação de bons treinos.
Boa semana
Abraço
Vitor Veloso
http://correrumavirtudeviciosa.blogspot.com/

joaquim adelino disse...

Já se está mesmo a ver o objectivo de tal treino. Sicó e Almourol não é?
Era do que eu precisava, mas ainda existe a Maratona de Sevilha pelo caminho, pelo que temos de tocar piano mas baixinho.
Entretanto força com isso.
Abraço.

BritoRunner disse...

Olá António

Belo texto a relatar um belo treino, num cenário histórico.

Boa continuação
JCBrito

NK disse...

bom! fiquei sem palavras para o meu post... basta-me um link
Abraços

Fernando Andrade. disse...

Isso assim não vale, amigo Bento!
Deixar-nos uma descrição destas quando eu ontem, ao fim do dia, fiz duas horas de corrida solitária, nas "trevas"... quando aqui pertinho, podia desfrutar destes cenários. Com guia e tudo!!!
Resta-me a consolação de não ter tido que levantar o cuzinho da cama, de madrugada,eheheh.
Parabéns pelo excelente relato que nos "embebeda" com a paisagem e até nos esquecemos que se tratava de um treino.
Fixe.
Grande abraço.
FA

Anónimo disse...

Belo post Bento. O meu amigo tem essa grande particularidade de relatar as coisas com uma grande simplicidade, mas conseguindo fazer-nos sentir o prazer que sente no seu treino.
Inicio de treino às 06:45 da manhã nesta altura do ano é obra. É de verdadeiros campeões. Como eu gostava de ter neste momento um pingo dessa motivação. Para além disso; 2 h de treino. Fiquei de rastos. Para mim chega por hoje.....
Um abraço
A.L.

Tigre disse...

Vejam lá se convidaram aqui o "je"...
O Facebook serve para quê ?
Sacanas ! hehe