segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Into the wild



só neste fim de semana vi o filme.
um dos que aponto desde já como marcante.


o livro estava pedido no sapatinho mas acabou por não chegar. um dia destes cruzo-me com ele e lá vai disto - é que nunca deixo de ler um livro que me interessa, mesmo após ver o filme.


livro é livro, tem uma magia própria.

3 notas sobre o filme:
- o caminho tem que estar cá dentro e esse é o guia - o único que vale a pena seguir. com ou sem medos, ou melhor, com mais ou menos medo, mas o único.



- a felicidade depende invariavelmente da partilha. há uma linha a partir da qual ninguém é feliz sózinho.
afinal ... somos animais, diferentes de outros, mas em tantas, tantas coisas, iguais.

- só partindo pode valer a pena.



até breve
ab

2 comentários:

Corredor disse...

Amigo,
acabei de ver esse filme a semana passada, e concordo plenamente com a sua opinião.
É de facto um filme marcante que nos faz pensar em muitas situações e em prioridades de vida.

grande abraço
Nuno

Nuno Freitas disse...

Amigo, se lhe juntarmos a beleza da sua banda sonora ... temos mais uma obra à Sean Penn. Simplesmente Divinal.
Abraço.
Nuno freitas