sexta-feira, 15 de maio de 2009

Ossos do ofício




maratona e desgaste
+
defesas do organismo debilitadas
+
ares condicionados no local de trabalho
+
diferenças de temperatura primaveris
+
sim! sou um copinho de leite

=

passado a ferro por um camião
+
febre
+
doi-me o corpo todo
+
tirem-me daqui que estou farto das dores de garganta e do entupimento nasal
---
como nada dura para sempre, regressarei em breve, recomposto :)
ab

12 comentários:

Anónimo disse...

Olá Amigo Bento.
como é, um Maratonista doente?
cá pra mim está a precisar é de mais uma Maratona que isso passa
(tou a brincar)
Amigo desejo-lhe rápidas melhoras e
bom fim de semana
Apinho

César disse...

Rápidas melhoras!
Também estou a acabar uma semana difícil... e parado. Entupimento e tosse :S
Abraço,

NK disse...

Pois é, a imunidade fica em baixo e os ares do méxico andam aí.
Votos de rápidas melhoras!
Um abraço,

Fernando P disse...

É um clássico, não é? A mim aconteceu-me o mesmo em Maio de 2007, depois da maratona lo Luxemburgo.
O engraçado é que mesmo quando se está em baixo com febre, dores, etc., a única vontade é estar pronto para calçar as sapatilhas e recomeçar.
Seremos nós masoquistas?
Melhoras rápidas, é o que desejo!
Um abraço,
FP

António Almeida disse...

Amigo
envio-te as melhoras e palavras de António Lobo Antunes:

Pachos na testa, terço na mão,
Uma botija, chá de limão,
Zaragatoas, vinho com mel,
Três aspirinas,. creme na pele
Grito de medo, chamo a mulher.
Ai Lurdes que vou morrer.
Mede-me a febre, olha-me a goela,
Cala os miúdos, fecha a janela,
Não quero canja, nem a salada,
Ai Lurdes, Lurdes, não vales nada.
Se tu sonhasses como me sinto,
Já vejo a morte nunca te minto,
Já vejo o inferno, chamas, diabos,
anjos estranhos, cornos e rabos,
Vejo demónios nas suas danças
Tigres sem listras, bodes sem tranças
Choros de coruja, risos de grilo
Ai Lurdes, Lurdes fica comigo
Não é o pingo de uma torneira,
Põe-me a Santinha à cabeceira,
Compõe-me a colcha,
Fala ao prior,
Pousa o Jesus no cobertor.
Chama o Doutor, passa a chamada,
Ai Lurdes, Lurdes nem dás por nada.
Faz-me tisasna e pão de ló,
Não te levantes que fico só,
Aqui sózinho a apodrecer,
Ai Lurdes, Lurdes que vou morrer.

Bfs e grande abraço.

Carlos Ferreira disse...

Será que as tartarugas podem tomar Ben-u-ron? As melhoras. E fico à espera da divulgação da próxima...

Fernando Andrade. disse...

Amigo Bento
Desejo-lhe rápidas melhoras.
Grande abraço.
FA

BritoRunner disse...

As melhoras amigo Bento

Eu não fiz a Maratona e tb estou engripado, mas a receita para curar esta maleita é fácil, uma boa suadela nos lençóis e a coisa passa...

Boa recuperação
JCBrito

ana paula pinto disse...

António

Desejo rápidas melhoras.
Que exagero nos teus elogios...só um homem de tamanha sensibilidade pode falar como tu falas...
Eu, só tento expressar o que vai "cá dentro" cada vez que calço as sapatilhas. O meu mundo, fica um pouco mais preenchido (haverá sempre uma presença a faltar, mas uma recordação que me acompanha sempre)

Beijinhos
Melhoras

Ana Paula

Nuno disse...

Olá Antonio
Rápidas melhoras para voltar aos treinos.
Obrigado pelo comentário deixado
1 abr
Nuno

Pedro Alves disse...

Doente...

Que grande seca! Bem chá de tília e mel.

Realmente. As melhoras para o físico.

Anónimo disse...

Amigo.
Espero amanhã vê-lo já em grande forma a subir as escadas até ao 3º andar.
Um abraço
A. Luís