sábado, 20 de setembro de 2008

Há vida na pista: até quando?

foram precisas as obras no espaço envolvente à pista nº 2 do jamor para voltar a ver vida na dita.
ontem pelas 19h era ver camisolas de muitas cores, ritmos de muitas variedades, dinâmica, movimento colectivo e vitalidade.

e não creio que a malta profissional que treina afincadamente na pista se tenha sentido lesada por haver "amadores" e sedentários a tentar largar esse vício, correndo nas pistas de fora.

é assim tão difícl perceber que aquele equipamento para além de desportivo, é social e cultural e é um meio importante para iniciar a mudança das mentalidades?
é assim tão difícil perceber que se não for necessário pagar 1,50€ por cada utilização de 1h de pista, se vai contribuir exponencialmente para trazer gente para a prática do exercício e para diminuir o dinheiro gasto de outras formas pelo estado?

não me considero nenhum iluminado, mas desde que iniciei esta vida nas corridas faz agora precisamente 5 anos comecei por ver a pista ocupada com várias faixas de atletas, ao longo do dia, depois instituiu-se o pagamento contra utilização e deixei de ver atletas amadores (muito poucos), e agora talvez tenha tirado a prova dos nove:
as pessoas fazem exercíco e frequentam a pista.

parece-me é incomportável pagar 4,5€ por semana para utilizar um equipamento público que já pagamos com os nossos impostos e que deveria ser aberto à população.
bfs
ab

3 comentários:

Anónimo disse...

Amigo

não te consideras iluminado mas que andam uns iluminados por aí lá isso andam.
António obrigado pelas palavras lá no blog.
Corrida da linha? Se fores e estiveres com poucos treinos aplica aquela (vou chamar-lhe máxima), "tartarugando conseguimos apreciar mais coisas".
Abraço António e correr, claro que sempre por prazer, senão para quê correr?
António Almeida

Jorge disse...

Amigo Antônio faço das palavras do nosso amigo Antonio Almeida as mesmas, vc é um iluminado sim meu amigo, jamais diga issso que não é iluminado, Bom amigo também concordo com vc, já que pagamos muitos impostos não temos que pagar para usar o espaço público, mais isso e´culpa nossa também os corredores tinham que se unir para acabar com esses tais impostos.
Boas corridas.
JC
www.jmaratona.blogspot.com

Nadais disse...

antonio,

já temos esse mesmo problema por aqui.

provas entre 2003 a 2008 já majoraram em mais de 300%.

o problema é qas 'planilhas' de custos estão fechadas a sete chaves e cada qual 'acusa' outro pelos aumentos sucessivos.

valeu!

nadais